Novos produtos entram no Minha Casa Melhor

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013 em Geral

Atendendo promessa feita pela presidente Dilma Rousseff, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, em reunião extraordinária, a ampliação da lista de produtos que podem ser adquiridos por meio do programa Minha Casa Melhor.

Além de guarda-roupa, cama de casal (com ou sem colchão), cama de solteiro (com ou sem colchão), mesa com cadeiras, sofá, refrigerador, fogão, lavadora de roupas automática, TV digital e notebook com acesso à internet, os beneficiários do Programa Minha Casa, Minha Vida poderão comprar também tablet, forno de micro-ondas, móveis para cozinha e estante ou rack.

Segundo nota divulgada pelo Ministério da Fazenda, o preço máximo definido para o tablet é de R$ 800; do micro-ondas, R$ 350; dos móveis para cozinha, R$ 600; e de estante ou rack, R$ 350.

O limite de crédito da linha de crédito do Minha Casa Melhor, operada pela Caixa Econômica Federal, no entanto, foi mantido em R$ 5 mil. As demais condições do programa também não serão alteradas, nem o volume total disponível da linha de crédito anunciado inicialmente.

O CMN resolveu ainda atualizar os valores dos limites para aquisição dos produtos que já estavam na lista do Minha Casa Melhor. O objetivo, conforme nota, é aumentar as opções disponíveis, especialmente em termos de qualidade, para os beneficiários e também incrementar a competição entre os fabricantes.

Com isso, o preço limite para aquisição de máquina de lavar passou de R$ 850 para R$ 1,1 mil. Já o da cama de solteiro, berço ou cama-box de solteiro subiu de R$ 320 para R$ 400. No caso da mesa com cadeira, o valor máximo passou de R$ 300 para R$ 400; de sofás, de R$ 375 para R$ 600 e de guarda-roupas, de R$ 380 para R$ 700. A medida entra em vigor a partir de hoje.

Fonte: Jornal Valor Econômico - Por Edna Simão | De Brasília